Blog - Plamex

Entenda a diferença entre líquidos inflamáveis e combustíveis

06/04/2020

Quando se fala em produtos perigosos, muitas pessoas associam os chamados líquidos inflamáveis com combustíveis, dando a entender que seriam denominações diferentes para o mesmo produto, principalmente nos casos dos combustíveis derivados do petróleo. É importante saber as diferenças entre estes dois tipos de produtos, principalmente para as pessoas que trabalham em contato direto com líquidos inflamáveis e combustíveis, pois cada um reage de uma forma quando exposto a situações de risco específicas, como, por exemplo o contato com temperaturas elevadas. Para entender a diferença entre líquidos inflamáveis e combustíveis, usa-se a Norma Regulamentadora 20 (NR 20) como base.

A diferença entre líquidos inflamáveis e combustíveis

A principal referência para caracterizar um líquido como inflamável e combustível é o ponto de fulgor (PF). O PF ou flash point é a menor temperatura em que um líquido fornece vapor suficiente para formar uma mistura inflamável quando uma fonte de ignição está presente, como faíscas e chamas abertas. É a partir da NR 20 que se definem os combustíveis e líquidos inflamáveis. Essa norma também define os requisitos mínimos para gestão da segurança e saúde provenientes das atividades de extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação destes agentes. Segundo a NR 20, eles são definidos desta forma:

Combustíveis: produtos que possuam um ponto de fulgor superior a 70ºC e inferior a 93ºC. Esse produto precisa da interferência de um fator externo para que haja a sua combustão, como a existência de uma atmosfera oxidante (ar), acúmulo de gás ou vapor inflamável e as fontes de ignição. Por este motivo, para prevenção de incêndios, deve-se ter controle total destes agentes, principalmente das fontes de ignição, as quais são representadas pela eletricidade estática, faíscas, brasa de cigarro, compressão adiabática e chama direta. Os tanques de armazenagem de líquidos combustíveis devem ser construídos de aço ou de concreto, a menos que a característica do líquido requeira material especial.

Líquidos inflamáveis: são líquidos com ponto de fulgor menor ou igual a 70ºC. Esses produtos entram em combustão com mais facilidade, assim como acetileno, solvente, gasolina, benzeno, detergentes sintéticos. Dentro da classe dos inflamáveis, há uma subdivisão que consiste em líquidos inflamáveis com ponto de fulgor abaixo de 37,7ºC, que são classificados como líquido combustível de Classe I. Quando o ponto de fulgor for superior a 37,7ºC, ele se classifica como líquido combustível da Classe II. Assim como no caso dos combustíveis, os tanques para armazenagem de líquidos inflamáveis serão constituídos de aço ou concreto, a menos que a característica do líquido requeira material especial.

Diferentes interpretações

Apesar de ser utilizada como principal regra para diferenciação entre os produtos, a NR 20 não é a única que trata do assunto. Inclusive, em outras normas existem diferentes interpretações quanto a diferenciação entre líquidos inflamáveis e combustíveis. A norma ABNT NBR 17505 , a qual se refere à armazenagem de líquidos inflamáveis e combustíveis, considera como inflamável aquele que possuir ponto de fulgor inferior a 37,8ºC e pressão de vapor absoluta igual ou inferior a 2,8 kgf/cm2. Já o decreto nº 96.044/88 e a Resolução ANTT nº 420/04, no que diz respeito a regulamentação do transporte de produtos perigosos, consideram que o líquido inflamável é toda substância com ponto de fulgor acima de 60,5ºC (teste em vaso fechado) e 65,5ºC (teste em vaso aberto). Vale ressaltar que suas definições dependem muito do aspecto legal, e quando o quesito avaliado é a periculosidade, a definição da Norma Regulamentadora 20 é a que deverá ser utilizada como base.

Além de ter o conhecimento adequado sobre o produto manuseado, você precisa contar com soluções para armazenagem de combustíveis que ofereçam segurança e garantia de qualidade aos seus clientes. A Plamex produz todos os seus equipamentos com processos rigorosos que atendem a todas normas e regras de segurança e qualidade. Solicite um orçamento e comprove nossa eficiência e qualidade no atendimento.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Tem alguma experiência com líquidos inflamáveis e combustíveis? Compartilhe conosco.

Notícias relacionadas

06/04/2020

Regras para garantir a segurança do frentista

A NR 20, norma regulamentadora do Ministério do Trabalho e Previdência Social, fala sobre a segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis e é majoritariamente dela que vamos tratar neste artigo.

Ler Mais
06/04/2020

Os desafios do transporte logístico de combustíveis

Quando chegamos ao posto para abastecer nosso carro, não fazemos ideia de todo o processo logístico e normas de segurança que cercam o transporte de combustíveis para que ele chegue até o tanque do veículo com qualidade e segurança

Ler Mais
06/04/2020

A importância de realizar inspeções no seu tanque de armazenagem

Quando se armazena substâncias perigosas, como é o caso dos combustíveis derivados do petróleo, é imprescindível que se reduza ou elimine qualquer tipo de risco de vazamento.

Ler Mais
06/04/2020

A importância da qualidade do equipamento para o TRR

Segundo dados da ANP, os mais de 400 agentes autorizados, em 2019, comercializaram mais de 8 bilhões de litros de combustível, principalmente para o agronegócio.

Ler Mais

Tem interesse em nossos produtos?

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato!

Seja bem-vindo!